Prefeitura Municipal de Petrolândia-PE

Prefeitura Municipal de Petrolândia-PE

Notícias

Conselheiros tutelares de Petrolândia eleitos em 2015, tomaram posse neste domingo (10/11)

Do(a) Prefeitura Municipal por Assessoria de Imprensa em 11/01/2016 ‡s 11:35:07

Conselheiros tutelares de Petrolândia eleitos em 2015, tomaram posse neste domingo (10/11)
Os cinco novos membros do Conselho Tutelar de Petrolândia, tomaram posse na manhã deste domingo (10/01) no auditório do Centro Cultural do município, e já deram início aos trabalhos. A solenidade de posse contou com as presenças do Prefeito Lourival Simões, Secretária de Desenvolvimento Social, Cidadania e Juventude Anna Tereza, Promotor de Justiça Dr. Rafael Guimarães, Tenente Argley, Vereadores: Maria do Socorro (Dona Santa) e familiares dos novos conselheiros, que vieram prestigiar o evento coordenado pelo Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA) e marcado por um clima de muita expectativa.

Inciando a solenidade a Vice Presidente do Conselho Municipal da Criança e do Adolescente (CMDCA) Luana Aparecida, leu o acordo com a resolução do Art. 139 do Estatuto da Criança e do Adolescente - Lei 8069/90, que se defere o processo para a escolha dos membros do Conselho Tutelar será estabelecido em lei municipal e realizado sob a responsabilidade do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente, e a fiscalização do Ministério Público.

Em sequencia o Prefeito Lourival Simões, realizou á entrega dos Certificados empossando os Conselheiros Tutelares Municipais e seus suplentes.

Conselheiros Tutelares Municipais:

- Delani Batista Cavalcanti de Menezes
- Gigliola Maria Souza Silva
- Maria Marta dos Santos
- Eliel Alves Barbosa
- Josivete Ana Silva

Suplentes dos Conselheiros Tutelares Municipais:

- Josélia da Silva Ferreira Souza
- Maria do Socorro Ribeiro Silva
- Neide Maria de Araujo
- Egilda Soares de Araujo- 
- Aylton Marcos Brasil Monteiro.

Os titulares têm mandato até 2019.

Definição do Conselho Tutelar

O Conselho Tutelar é composto por cinco membros, eleitos pela comunidade para acompanharem as crianças e adolescentes e decidirem em conjunto sobre qual medida de proteção para cada caso. Devido ao seu trabalho de fiscalização a todos os entes de proteção (Estado, comunidade e família), o Conselho goza de autonomia funcional, não tendo nenhuma relação de subordinação com qualquer outro órgão do Estado. Importante esclarecer que a autonomia do Conselheiro funcional não é absoluta. No tocante às decisões, estas devem ser tomadas de forma colegiada por no mínimo três Conselheiros.

No tocante a questões funcionais: fiscalização do cumprimento de horário de trabalho e demais questões administrativas o Conselheiro tem o dever da publicidade ao órgão administrativo ao qual vincula o Conselho Tutelar, assim como é dever e função do CMDCA - Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente - fiscalizar a permanência dos pré-requisitos exigidos pelo Estatuto da Criança e do Adolescente - ECA - aos Conselheiros Tutelares; Claro em observância a autonomia do Conselho Tutelar que não se sujeita a fiscalização do CMDCA em sentido amplo, pois visto ser um órgão autônomo é regido no aspecto funcional pelo seu próprio estatuto , o qual deve conter os critérios de punição inclusive o critério para perca de mandato de Conselheiro Tutelar.



  

  

  

  



  


  

  





  



  

 









  



  



















 gf




 

Mais notícias

Prefeitura Municipal de Petrolândia-PE

Ir para o topo