Prefeitura Municipal de Petrolândia-PE

Prefeitura Municipal de Petrolândia-PE

A Cidade

História

Compartilhe:

Seu Nome:
Seu E-mail:
Nome Amigo:
E-mail Amigo:
Comentrio:


Petrolândia é um município brasileiro do estado de Pernambuco, localizado às margens do Rio São Francisco, à distância aproximada de 430 km da capital Recife. Tem o sexto maior PIB e o quarto maior PIB per capita do estado, onde ganha destaque nos setores da indústria, comércio, agropecuária e turismo e por abrigar a Usina Hidrelétrica Luiz Gonzaga. 

Petrolândia é Capital Pernambucana da Coconicultura (ou Cocoicultura), título conferido pela Lei Nº 14.591, de 21 de março de 2012.

Colonização

A colonização da região começou no século XVIII, quando foram fundadas as fazendas Brejinho da Serra e Brejinho de Fora. Os primeiros núcleos de povoamento surgiram onde havia uma frondosa árvore de jatobá e um bebedouro para o gado. Por causa disso, o povoado ficou conhecido como Bebedouro de Jatobá. 

Mapa com roteiro da visita de Dom Pedro II ao Sertão do Nordeste em 1859 (Foto: Museu Imperial/RJ)

Em 1859, em busca de apoio político para sustentar-se no poder, o Imperador D. Pedro II visitou o Norte, mais especialmente a região hoje conhecida por Sertão do Submédio São Francisco, com longa excursão por cidades ribeirinhas entre as atuais margens de Alagoas, Sergipe e Bahia. Da margem onde atualmente está situada Delmiro Gouveia, o Imperador conheceu a cachoeira de Paulo Afonso. 

Cachoeira de Paulo Afonso, como foi conhecida pelo Imperador Dom Pedro II (Foto: Museu Imperial/RJ)

Após a visita, o Dom Pedro II distribuiu títulos nobiliárquicos na região e, tempos depois, autorizou a construção de uma ferrovia na região, que seria denominada Paulo Afonso, para ligar economicamente o Alto e o Baixo São Francisco, separados por obstáculos naturais, como cachoeiras e corredeiras, que impediam o transporte fluvial. 

Cais Dom Pedro II, em foto do IBGE, tirada em 1958 (Foto: site Ferrovias Brasileiras)

Em Petrolândia foram construídos um cais e uma estação da ferrovia. Esta linha era uma ferrovia isolada das outras e foi construída no início dos anos 1880 - mais exatamente, foi inaugurada em 1883 - para ligar os dois pontos do rio São Francisco onde, entre eles, não era possível a navegação. 

A estação local recebeu o nome de Jatobá, nome do povoado onde foi construída. O porto fluvial para receber e embarcar cargas que vinham pelo rio e que seguiam de ou para Piranhas, cerca de 115 km rio abaixo, ponto final da ferrovia, em Alagoas, onde ficava a maior parte da ferrovia, que não cruzava o rio São Francisco, percorrendo sempre sua margem esquerda. 

Foto da Estação Ferroviária de Petrolândia em foto de 1959, publicada no jornal Folha da Manhã, hoje Folha de S. Paulo (Blog do Ralph Giesbrecht)

Em 1887, a sede do município de Tacaratu foi transferida para o povoado de Jatobá, pela primeira vez, devido ao crescimento e desenvolvimento do povoado, causado pela ferrovia. No entanto, as lutas políticas entre grupos da região e mais a construção de outras ferrovias, em Juazeiro e Pirapora, também nas margens do rio, cidades que passaram a ser ligadas por vapores fluviais, o comércio em Jatobá decaiu bastante. Para piorar, em 1906 e em 1919 o rio transbordou e destruiu diversas casas em Jatobá. Como resultado, a sede do município voltou novamente para Tacaratu, em 1928. 

Em 1935, Jatobá passou a se chamar Itaparica, nome de uma das cachoeiras próximas. A estação ferroviária mudou de nome também e, em 1943, Itaparica voltou a ser a sede do município. No final desse mesmo ano, mudou outra vez de nome. Passou a ser Petrolândia, em homenagem a Dom Pedro II. 

Em 1964, a ferrovia encerrou suas atividades, sob alegação de ser altamente deficitária. Os rumores desse fechamento vinham desde 1942 e somente por pressões políticas a ferrovia continuou funcionando por mais 20 anos.

No dia 6 de março de 1988, a sede administrativa de Petrolândia foi oficialmente transferida para uma a nova cidade, construída às margens da BR-316. O centro da antiga cidade e vários povoados situados em áreas próximas ao rio foram alagados para a construção da Usina Hidrelétrica de Itaparica, posteriormente renomeada Usina Hidrelétrica Luiz Gonzaga. A população foi reassentada em bairros da Nova Petrolândia, em agrovilas e projetos de irrigação. 

A partir do enchimento do Lago de Itaparica, além das atividades pecuárias e agricultura de sequeiro tradicionais, novas atividades foram implantadas ou cresceram em importância no município, como a piscicultura em tanques redes e a fruticultura irrigada.

Geografia

Localiza-se a uma latitude 08º58'45" sul e a uma longitude 38º13'10" oeste, limitando-se ao Norte com Floresta, ao sul com Jatobá, a leste com Tacaratu e a Oeste com o Estado da Bahia.

Altitude: 282 m.Área: 1.083,7 Km2.
Região: Nordeste
Micro-região: Itaparica
Meso-região: São Francisco
Estado: Pernambuco
Bioma: Caatinga
Sua população estimada em 2011: 32.889 habitantes.
Tipo de Solo: Raso, Cristalino

Economia

Das principais atividades econômicas destacam-se a agricultura na produção de fruticultura irrigada, também o comércio, a indústria, a pecuária, a piscicultura e o turismo.

Prefeitura Municipal de Petrolândia-PE

Ir para o topo