HISTÓRIA

PETROLÂNDIA VELHA / ANTIGA PETROLÂNDIA. FOTOS: SEC. DE CULTURA / INTERNET

Petrolândia é um município brasileiro do estado de Pernambuco, localizado às margens do Rio São Francisco, à distância aproximada de 430 km da capital Recife. Segundo dados do IBGE (2017), Petrolândia possui o 21° maior PIB do Estado de Pernambuco com um valor de R$ 1.078.384,71 e seu PIB PER CAPITA é o 7° maior, com um valor de R$ 29.865,53.

Petrolândia é Capital Pernambucana da Coconicultura (ou Cocoicultura), título conferido pela Lei Nº 14.591, de 21 de março de 2012.

Colonização

A colonização da região começou no século XVIII, quando foram fundadas as fazendas Brejinho da Serra e Brejinho de Fora. Os primeiros núcleos de povoamento surgiram onde havia uma frondosa árvore de jatobá e um bebedouro para o gado. Por causa disso, o povoado ficou conhecido como Bebedouro de Jatobá.

 

Em 1859, em busca de apoio político para sustentar-se no poder, o Imperador D. Pedro II visitou o Norte, mais especialmente a região hoje conhecida por Sertão do Submédio São Francisco, com longa excursão por cidades ribeirinhas entre as atuais margens de Alagoas, Sergipe e Bahia. Da margem onde atualmente está situada Delmiro Gouveia, o Imperador conheceu a cachoeira de Paulo Afonso.


Após a visita, o Dom Pedro II distribuiu títulos nobiliárquicos na região e, tempos depois, autorizou a construção de uma ferrovia na região, que seria denominada Paulo Afonso, para ligar economicamente o Alto e o Baixo São Francisco, separados por obstáculos naturais, como cachoeiras e corredeiras, que impediam o transporte fluvial.


Em Petrolândia foram construídos um cais e uma estação da ferrovia. Esta linha era uma ferrovia isolada das outras e foi construída no início dos anos 1880 - mais exatamente, foi inaugurada em 1883 - para ligar os dois pontos do rio São Francisco onde, entre eles, não era possível a navegação.

A estação local recebeu o nome de Jatobá, nome do povoado onde foi construída. O porto fluvial para receber e embarcar cargas que vinham pelo rio e que seguiam de ou para Piranhas, cerca de 115 km rio abaixo, ponto final da ferrovia, em Alagoas, onde ficava a maior parte da ferrovia, que não cruzava o rio São Francisco, percorrendo sempre sua margem esquerda.


Em 1887, a sede do município de Tacaratu foi transferida para o povoado de Jatobá, pela primeira vez, devido ao crescimento e desenvolvimento do povoado, causado pela ferrovia. No entanto, as lutas políticas entre grupos da região e mais a construção de outras ferrovias, em Juazeiro e Pirapora, também nas margens do rio, cidades que passaram a ser ligadas por vapores fluviais, o comércio em Jatobá decaiu bastante. Para piorar, em 1906 e em 1919 o rio transbordou e destruiu diversas casas em Jatobá. Como resultado, a sede do município voltou novamente para Tacaratu, em 1928.

Em 1935, Jatobá passou a se chamar Itaparica, nome de uma das cachoeiras próximas. A estação ferroviária mudou de nome também e, em 1943, Itaparica voltou a ser a sede do município. No final desse mesmo ano, mudou outra vez de nome. Passou a ser Petrolândia, em homenagem a Dom Pedro II.

Em 1964, a ferrovia encerrou suas atividades, sob alegação de ser altamente deficitária. Os rumores desse fechamento vinham desde 1942 e somente por pressões políticas a ferrovia continuou funcionando por mais 20 anos.

No dia 6 de março de 1988, a sede administrativa de Petrolândia foi oficialmente transferida para uma a nova cidade, construída às margens da BR-316. O centro da antiga cidade e vários povoados situados em áreas próximas ao rio foram alagados para a construção da Usina Hidrelétrica de Itaparica, posteriormente renomeada Usina Hidrelétrica Luiz Gonzaga. A população foi reassentada em bairros da Nova Petrolândia, em agrovilas e projetos de irrigação.

A partir do enchimento do Lago de Itaparica, além das atividades pecuárias e agricultura de sequeiro tradicionais, novas atividades foram implantadas ou cresceram em importância no município, como a piscicultura em tanques redes e a fruticultura irrigada.

Geografia

Localiza-se a uma latitude 08º58'45" sul e a uma longitude 38º13'10" oeste, limitando-se ao Norte com Floresta, ao sul com Jatobá, a leste com Tacaratu e a Oeste com o Estado da Bahia.

Altitude: 282 m.Área: 1.083,7 Km2.
Região: Nordeste
Micro-região: Itaparica
Meso-região: São Francisco
Estado: Pernambuco
Bioma: Caatinga
Sua população estimada em 2011: 32.889 habitantes.
Tipo de Solo: Raso, Cristalino

Economia

Das principais atividades econômicas destacam-se a agricultura na produção de fruticultura irrigada, também o comércio, a indústria, a pecuária, a piscicultura e o turismo.